PrEP no SUS

DIAHV reúne em Brasília profissionais de saúde de 16 estados para capacitação de PrEP

Mais 29 serviços do SUS em 24 municípios serão incluídos nessa nova fase de ampliação da oferta do medicamento

11.04.2018 - 10:42
13.04.2018 - 14:11

 

[node:title]O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) realizou, nesta terça (10) e quarta (11), a última etapa da capacitação de profissionais de saúde dos 16 estados que foram incluídos para disponibilizar a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ainda no primeiro semestre de 2018.  

A Oficina de Capacitação em Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) preparou coordenações de HIV/Aids e profissionais de saúde de 29 serviços selecionados para viabilizarem a oferta dessa profilaxia.

Os 16 estados incluídos nessa nova fase de implementação da oferta de PrEP no Sistema Único de Saúde (SUS) são Acre, Alagoas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Rondônia, Tocantins, Sergipe – em um total de 24 municípios.

Na abertura do encontro, a diretora do DIAHV, Adele Benzaken, destacou que o grande desafio agora não é somente a prescrição do comprimido e a adesão à profilaxia, mas “conseguir alcançar o público que realmente precisa de PrEP”.

Adele explicou que a França também implementou a PrEP, e os estudos logo mostraram o impacto dessa terapia na incidência do HIV entre gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH), no contexto da Prevenção Combinada naquele país.

A diretora enfatizou a importância do esforço dos profissionais de saúde em ofertar a PrEP para as populações-chave, que concentram a maior prevalência de HIV no país. “Nosso esforço deve ser redobrado, em conjunto e articulado com as três esferas, federal, estadual e municipal, para implantar a PrEP nos serviços e fazer chegar a quem realmente precisa”.

Prevenção Combinada - Adele explicou que a PrEP veio como mais uma alternativa somada à estratégia da Prevenção Combinada do Ministério da Saúde – e não para substituir nenhuma oferta de prevenção já existente. “Este é um momento histórico; nenhum país de dimensões continentais como o Brasil já implementou uma política de saúde como esta, com recursos nacionais, gratuita e universal”.

A médica infectologista Brenda Hoagland, do Instituto Nacional de Infectologia (INI) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), que participou da oficina como palestrante, observou: “Todos os que estão nesta sala devem ter orgulho da oportunidade de participar da implementação de PrEP; o Brasil é um dos únicos países que oferecem a prevenção de forma completa em todas as suas etapas e  que visa acessar aqueles que realmente são os mais vulneráveis à epidemia.”

A oficina foi ministrada por técnicos-especialistas do DIAHV e contou com a participação do psicólogo Nilo Martinez Fernandes, do Instituto Nacional de Infectologia da Fiocruz.

Os participantes receberam as principais orientações sobre o “Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Profilaxia Pré-Exposição de Risco à Infecção pelo HIV” (PCDT de PrEP); conheceram as fichas de monitoramento e seguimento clínico da PrEP – que estarão disponíveis no Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (Siclom) –; e debateram os fluxos e a organização para a oferta da profilaxia nos serviços de saúde.

A capacitação ocorreu em três etapas, duas delas virtuais, realizadas nos dias 02 e 29 de março.

A implementação de PrEP no SUS teve início em dezembro de 2017 em 11 estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Os seminários de capacitação estão disponíveis aqui:  http://www.aids.gov.br/pt-br/capacitacao-em-prep-para-profissionais-de-saude

Mais informações em www.aids.gov.br/prep

 

Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais
Conheça também a página do DIAHV no Facebook:
https://www.facebook.com/ISTAidsHV

DIAHV reúne em Brasília profissionais de saúde de 16 estados para capacitação de PrEP