LUTO

DIAHV lamenta a morte da ativista Maria Hiroko Watinaga

A psicóloga se dedicou ao aconselhamento de pessoas que vivem com HIV, casais sorodiferentes e seus familiares

05.02.2019 - 17:52
11.03.2019 - 10:54

[node:title]O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) lamenta a perda da ativista Maria Hiroko Watinaga, 68 anos, que há mais de 20 anos atuava na luta contra a aids. Natural de Getulina (SP), por duas ocasiões esteve à frente do Grupo Pela Vidda e era uma da voluntárias mais antigas da ONG. Integrava, também, o grupo voluntariado do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, de São Paulo.

Maria Hiroko tornou-se referência nas ações de prevenção ao liderar o projeto “Viaja Bem com Camisinha”, do Grupo Pela Vidda, que distribuía preservativos nos principais terminais rodoviários de São Paulo durante o carnaval.

Formada em psicologia pela Universidade Metodista de São Paulo, a ativista se dedicava ao aconselhamento de pessoas que vivem com HIV, casais sorodiferentes e familiares que necessitavam apoio psicológico.

Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais
Conheça também a página do DIAHV no Facebook:
https://www.facebook.com/ISTAidsHV