INTERNACIONAL

DCCI participa em Genebra da 45ª Reunião do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids - UNAIDS

Prevenção, políticas públicas e redução de estigma e discriminação foram temas debatidos durante o evento

12.12.2019 - 17:43
23.01.2020 - 15:47

 

O diretor do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI), Gerson Pereira, participou de 10 a 12 de dezembro do 45º Programme Coordinating Board (PCB), em Genebra, na delegação do Ministério da Saúde.

Respostas nacionais ao HIV, cobertura universal à saúde, prevenção, financiamento, papel da sociedade civil na construção e implementação de políticas públicas, redução de estigma e discriminação, impacto da aids em crianças e jovens foram alguns dos temas debatidos durante o 45º PCB/UNAIDS.

O diretor do DCCI acompanhou a reunião do Board, juntamente com a Representante Permanente do Brasil junto às Nações Unidas em Genebra, embaixadora Maria Nazareth Farani Azevêdo, e foram recebidos pela nova diretora executiva do UNAIDS, Winnie Byanyima. Na ocasião, Brasil e UNAIDS reiteraram a histórica parceria, principalmente no campo da prevenção ao HIV. “O Brasil é destaque por sua liderança na resposta ao HIV, principalmente no que se refere ao acesso universal ao tratamento”, afirmou a diretora executiva do UNAIDS. Também participaram da reunião o diretor regional do UNAIDS para a América Latina e o Caribe, César Nuñes, e a diretora executiva adjunta do UNAIDS, Shannon Hader.

Gerson Pereira e Maria Nazareth Azevêdo aproveitaram o encontro para convidar Winnie Byanyima para participar do 12º Congresso Brasileiro de HIV/Aids, organizado pelo DCCI, a ser realizado em Belém, de 20 a 23 julho de 2020.

Durante o PCB, o diretor do DCCI também se reuniu com a diretora do Programa Global de Tuberculose da Organização Mundial da Saúde, Tereza Kasaeva, para discutir ações coordenadas de combate à tuberculose no Brasil.

PCB - A Junta de Coordenação do Programa, conhecida em inglês como Programme Coordinating Board (PCB), atua como o corpo governante do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) sobre todas as questões políticas, estratégicas e financeiras. O Diretor Executivo do UNAIDS recebe a nomeação pelo Secretário-Geral da ONU e se reporta diretamente à Junta de Coordenação do Programa durante as reuniões semestrais, em Genebra, nas instalações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) foi quem determinou, em julho de 1994, toda estrutura organizacional da Junta, assim como a criação do Unaids.

Além dos representantes das onze organizações copatrocinadoras (ACNUR, Banco Mundial, OIT, OMS, ONU-Mulheres, PMA, PNUD, UNESCO, UNFPA, UNICEF e UNODC), o PCB conta ainda com representantes de 22 governos de todas as regiões geográficas e cinco representantes de organizações não governamentais, incluindo associações de pessoas vivendo com HIV.

Brasil no PCB - O Brasil é membro do Board desde 1999, atuando como país representante da América Latina nessas duas últimas décadas, tendo estado ausente somente em 2008 e 2018. Atualmente, os países da região são representados no Board pelo Brasil, Chile e México.