TUBERCULOSE

DCCI participa de reunião com a diretora-executiva da Stop TB

A diretora está no Brasil para apresentar formalmente o conselho ao ministro, que inicia o mandato de presidente da Stop TB partir de dezembro, e discutir os planos de ação para os próximos anos

11.09.2019 - 11:34
11.09.2019 - 11:34

Para alinhamento da liderança do ministro da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandeta, na estratégica de luta global contra a tuberculose (TB) nos próximos três anos, a diretora-executiva da Stop TB, Lucica Ditiu, participou de reuniões no Ministério da Saúde na última segunda-feira (9), em Brasília (DF). A diretora está no Brasil para apresentar formalmente o conselho ao ministro, que inicia o mandato de presidente da Stop TB partir de dezembro, e discutir os planos de ação para os próximos anos.

O diretor Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis (DEIDT), Julio Croda, no evento representando o secretário da SVS Wanderson Oliveira, ressaltou os avanços que essa liderança pode trazer. “Essa é a oportunidade de avançarmos em propostas importantes para diagnóstico, tratamento e vacinas”, ressaltou.

O diretor Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI), Gerson Pereira, também reforçou o compromisso do Brasil na luta contra tuberculose. “A vinda do Stop TB para o Brasil vai contribuir muito para nossa meta de acabar com a TB no País”, destacou.

A coordenadora de Vigilância das Doenças de Transmissão Respiratória de Condições Crônicas (CGTR), Denise Arakaki, destacou a importância da permanência da TB na agenda do Governo. “Nosso ministro vai vocalizar para o mundo nossas ações junto ao StopTB”.

Lucica Ditiu pontuou também sobre esse importante momento para o País. "Basicamente, estamos colocando o Brasil na vanguarda da luta contra a tuberculose, porque é um parceiro da Stop TB. Estamos levando o mundo a eliminar a tuberculose, por isso, estamos trazendo não apenas ele [o ministro da saúde] como indivíduo, com sua formação e liderança, mas também a experiência que o Brasil fez ao longo de tantos anos em um esforço para combater a tuberculose e basicamente conseguir alcançar tanto em um país com uma carga tão alta", disse.

O Conselho da Stop TB Partnership é uma instituição, que busca eliminar a tuberculose no mundo, é vinculada a Escritório das Nações Unidades de Serviços para Projetos (UNOPS/ONU) e conta com cerca de 1.700 representantes em mais de 100 países, incluindo governos, organizações internacionais, agências de pesquisa e financiamento, além de fundações e ONGs.