LUTO

DCCI lamenta morte do ativista José Araújo

Atuando há mais de 30 anos em prol das pessoas vivendo com HIV, Zé Araújo morreu em São Paulo

03.09.2019 - 17:08
19.09.2019 - 19:12

O ativista José Araújo Lima Filho (Zé Araújo), que nos últimos 30 anos atuou em prol das pessoas vivendo com HIV, morreu na manhã desta terça-feira (3), em São Paulo. Defensor do SUS, Araújo esteve  vinculado ao Grupo de Incentivo a Vida (GIV) quando da sua  fundação, em 1990. Também coordenou a Associação François Xavier Bagnoud do Brasil (AFXB).

Atualmente, dirigia a Associação Espaço de Prevenção e Atenção Humanizada (EPAH) e coordenava o Movimento Paulistano de Luta contra a Aids (Mopaids). Nacionalmente, representou a região sudeste na Comissão Nacional de Aids do Ministério da Saúde (CNAIDS) e o segmento dos usuários junto a Comissão Nacional de Pesquisa e Ética (CONEP), onde chegou a ser vice coordenador. No âmbito internacional, realizou parcerias com organizações do Japão, proporcionando trocas de experiências de prevenção e autocuidados entre os brasileiros residentes naquele país.

O Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI), neste momento de saudade, se solidariza com amigos, familiares e companheiros de luta do ativista, cuja atuação contribuiu em defesa das pessoas vivendo com HIV e na construção da resposta brasileira ao HIV/aids.