GESTÃO

Controle da tuberculose é tema de reunião de coordenadores em Brasília

No Brasil, em 2018, aproximadamente 76 mil pessoas adoeceram e 4,5 mil morreram em decorrência da tuberculose (TB).

18.12.2019 - 19:35
15.01.2020 - 09:41

Coordenadores de programas estaduais e municipais de controle da tuberculose se reúnem em Brasília, nesta terça (17) e quarta-feira (18), para discutir as orientações vigentes sobre o controle da doença no país. Durante o evento, promovido pela coordenação - geral de Vigilância das Doenças de Transmissão Respiratória de Condições Crônicas (CGDR/DCCI/SVS/MS), os participantes vão debater sobre a implementação e o monitoramento, em nível local, das estratégias do Plano Nacional de Enfrentamento da Tuberculose como Problema de Saúde Pública e os resultados de atividades de controle da tuberculose relacionadas aos pilares do Plano.

Para Gerson Pereira, diretor do Departamento das Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI/SVS/MS), o encontro contribui para o fortalecimento da cooperação técnica e política da instância federal aos estados e municípios. “O encontro permite a avaliação do panorama epidemiológico e de outros dados estratégicos para análise da situação de saúde e desempenho operacional dos programas de controle”, salientou o diretor. Ele defende que a reunião permite a discussão de fortalezas e desafios para alcance das metas propostas no Plano Nacional e outros instrumentos de gestão considerando as especificidades regionais.

A coordenadora da CGDR, Denise Arakaki, lembra que sua coordenação desenvolve ações relacionadas à implementação do plano nacional e monitora, junto aos Estados, as estratégias desenvolvidas para controle da tuberculose e seus resultados nos territórios. “A reunião com coordenadores de programas estaduais e municipais (capitais) de tuberculose é realizada duas vezes ao ano, possibilitando o fortalecimento da cooperação técnica e política da instância federal aos estados e municípios e a discussão dos avanços e desafios para alcance das metas de controle da TB no país”, explicou Arakaki.

  Cenário - A tuberculose permanece como um grave problema de saúde pública no mundo. No Brasil, em 2018, aproximadamente 76 mil pessoas adoeceram e 4,5 mil morreram em decorrência da TB. Em 2014, a Organização Mundial da Saúde (OMS) desenvolveu a Estratégia pelo Fim da Tuberculose, com metas para acabar com a doença como problema de saúde pública até 2035. Em 2017, o Ministério da Saúde lançou o Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública. A primeira fase do Plano Nacional se encerra em 2020, sendo prevista, ao longo do próximo ano, a revisão do documento para a próxima fase de quatro anos de execução (2021-2025).

Conteúdos relacionados: 
Controle da tuberculose é tema de reunião de coordenadores em Brasília