A PrEP já foi testada?

Sim, diversos estudos mostraram que a PrEP reduz o risco de adquirir o HIV. A PrEP foi testada em vários estudos com homens que fazem sexo com homens, homens que fazem sexo com mulheres e mulheres que fazem sexo com homens. Todas as pessoas nesses estudos: (1) fizeram teste de HIV no início da pesquisa para ter certeza de que não estavam infectados pelo HIV; (2) concordaram em tomar um comprimido de PrEP diariamente; (3) receberam orientações sobre sexo seguro; (4) foram testadas regularmente para infecções sexualmente transmissíveis (IST); e (5) receberam preservativos regularmente.

Os homens que fazem sexo com homens que receberam PrEP tiveram, em média, 44% menos chances de adquirir a infecção pelo HIV. Entre os homens que disseram ter tomado a maioria dos medicamentos diariamente, a PrEP reduziu o risco de infecção pelo HIV em 73%, em alguns casos chegando até 92%, dependendo da adesão ao medicamento.

Entre os casais sorodiferentes de homens e mulheres (onde um parceiro tinha HIV e o outro não), aqueles que receberam PrEP tiveram 75% menos chance de serem infectados. Entre aqueles que disseram ter tomado a maioria dos comprimidos diários, a PrEP reduziu o risco de infecção pelo HIV em até 90%.