Campanha conscientiza trabalhadores da saúde contra discriminação a soropositivos

10.10.2011 - 04:59
LOC/REPORTER: Trabalhadores, empregadores, entidades sociais e profissionais de saúde participaram nessa sexta-feira da campanha "Cuidando de Quem Cuida", para conscientizar esses profissionais das orientações sobre HIV/AIDS no mundo do trabalho. A campanha foi realizada na Baixada Santista em São Paulo e seguiu as recomendações da OIT - Organização Internacional do Trabalho. Além dos cuidados com os objetos usados no dia a dia para evitar possíveis contaminações, os profissionais precisam ter sensibilidade para tratar essas pessoas. Conforme explica o assessor técnico do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Gil Casimiro. TEC/SONORA: assessor técnico do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Gil Casimiro "O profissional de saúde, além do cuidado com material biológico e material perfurocortante, ele tem uma função principal de acolher essas pessoas que se descobrem soropositivas dentro dos locais de trabalho. Então, ele tem a função de escuta, a função da ética, de fazer com que essa pessoa se sinta amparada no local de trabalho de que o fato de se descobrir HIV não a incapacita para o mercado de trabalho." LOC/REPORTER: Segundo o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, é importante que os soropositivos sejam  orientados sobre os seus direitos. Questões como a não obrigatoriedade de teste para o HIV como condição para o funcionário ser admitido ou o fato de que o portador do vírus não pode ser demitido apenas por ter a doença são pontos que precisam ser reforçados. Tempo do Áudio: 1min29seg Reportagem da WebRadio Saúde