Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais

Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais

Portal sobre aids, doenças sexualmente transmissíveis e hepatites virais


A- A+

Testes Rápidos de HIV e sífilis chegam à Atenção Básica

Portaria do Ministério da Saúde define competências e recomendações para a realização dos testes durante o pré-natal

Conteúdo extra: Galeria de fotos

Gestantes e os parceiros sexuais agora terão acesso a testes rápidos de HIV, sífilis e outras doenças dentro dos serviços de atenção básica do SUS. Portaria publicada pelo Ministério da Saúde na sexta-feira (13) define competências e recomendações para a realização dos testes na atenção ao pré-natal para gestantes.

A portaria complementa portarias anteriores dentro do âmbito da Rede Cegonha que instituiu no SUS uma rede de cuidados que assegura à mulher o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério. A estratégia da rede também garante à criança o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.

Para Ellen Zita, do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, “o diagnóstico rápido e precoce da infecção pelo HIV e outras DST durante o período gestacional é de fundamental importância para a redução da transmissão vertical de mãe para filho, o que garante  um nascimento seguro à criança e um tratamento mais eficaz”.  Durante o período gestacional os testes estão disponíveis também para os parceiros para a redução da infecção.

O processo de testagem rápida nos serviços de saúde para diferentes doenças iniciou-se ano passado com a realização da primeira etapa de capacitação 600 multiplicadores pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. O objetivo é treinar profissionais de saúde para implantar a testagem rápida para sífilis, hepatites B e C e HIV já em 2012 não só na atenção básica mas em todos os serviços de saúde.

HIV - Os testes rápidos de HIV já são usados nos serviços de saúde desde 2004. Atualmente, no país, 345 Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) disponibilizam o teste rápido anti-HIV. Com a mesma confiabilidade do tradicional, o teste rápido não exige grande estrutura para sua realização, e com apenas uma gota de sangue do paciente tem o seu resultado. Todo o processo é confidencial. Em 2011, as 27 unidades da federação receberam  2,3 milhão de kits para realização dos testes rápidos de HIV.

 

Mais informações
Atendimento à imprensa
Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais
Tel: (61) 3306 7051/7010
Site: www.aids.gov.br  
E-mail: imprensa@aids.gov.br
 

Tags: , ,